Proporções Nasais

Antes do planejamento de qualquer cirurgia, o cirurgião deve saber quais são os seus objetivos. Para isso, pelo menos para a cirurgia nasal estética, existem uma séries de medidas e proporções baseadas em marcos faciais, cefalometria craniofacial, ideiais renascentistas, e até na proporção áurea. Apesar de várias  destas medidas servirem para orientação em relação ao planejamento, elas podem não ser aplicáveis para todos. Isto porque cada pessoa já tem as suas características próprias pré-determinadas, como o tamanho do esqueleto ósseo, a espessura e volume da pele e tecido subcutâneo, além das característica raciais.A não ser que o cirurgião esteja planejando um rearranjo complexo das estruturas craniofaciais, é praticamente impossível criar  uma estética nasal definida somente pelos parâmetros ideais.

Portanto, o planejamento cirúrgico da rinoplastia é feito baseado na combinação dos parâmetros ideais (medidas estéticas nasais- abaixo) associadas às características individuais de cada pessoa, com todas as suas qualidades e limitações. O nariz ideal  não deve , necessariamente, ser perfeitamente proporcional. Antes de tudo, ele deve ser natural, harmônico entre suas várias partes, equilibrado e , principalmente, sem os estigmas de  cirurgia.Apesar de bonito, não deve se destacar  na face. Pelo contrário, deve ser apenas um coadjuvante entre as outras qualidades , ajudando a valorizar e destacar várias outras características.

 Veja abaixo algumas dessas medidas nasais e faciais que compõe a face proporcional.

Linha MedianaUma linha deve dividir o dorso nasal e a ponta exatamente ao meio, de forma que as duas hemifaces sejam iguais.

Porém, a simetria perfeita entre os dois lados da face é praticamente inexistente, assim como o nariz.Discretas diferenças entre os dois lados muitas vezes não são notadas nem pelo próprio paciente, e não comprometem o aspecto da beleza.

Esta linha  é usada para avaliação de laterorrinia (nariz torto) e as assimetrias nasais.

Base ósseaEm seguida, a largura da base da pirâmide óssea nasal e base alar (asas) são analisadas. Se a distância entre as linhas for maior que 80% da largura da base alar (onde se encontram as narinas), a base óssea deve ser estreitada através de osteotomias (fraturas nasais).  Na maioria dos casos de redução do dorso nasal, existe a necessidade de se reduzir a largura da base óssea.

base alarA largura da base alar deve ser aproximadamente a mesma da distância intercantal (entre o canto do olhos), a qual deve ser a mesma da largura dos olhos.

Esta medida serve para orientação nos casos de tratamentos da base alar, mas não é uma regra absoluta.As características particulares e raciais são sempre consideradas, e uma medida maior do que a considerada a ideal pode ser o mais adequado para algumas pessoas.

Linha estética nasalO dorso nasal deve ser delineado por duas curvas ligeiramente divergentes extendendo-se das sobrancelhas até os pontos de definição da ponta (linha estética nasal).

Alterações do dorso nasal (alargamento, estreitamentos, desvios, gibas) e da ponta (bulbosidades, assimetrias) podem interferir na formação das linhas.

Relação alar columelarNuma relação normal da base alar-columenar, a distância entre os pontos AB e BC devem ficar entre 1 a 2 mm.

Base nasalNa inspeção da base do nariz, um triângulo equilátero deve ser visualizado. A razão da área das narinas para a ponta do nariz deve ser de 2:1, e as narinas devem ter a forma de lágrimas com o eixo longo da base para a ponta orientados discretamente para o meio.

Ângulo naso frontalA posição do ângulo naso-frontal ( ou raiz nasal) é avaliada primeiramente na vista de perfil. A região mais profunda do ângulo deve ficar entre a linha dos cílios superiores e a dobra da pálpebra superior com os olhos voltados para frente.

Este ângulo, quando numa posição mais baixa, repercute nas medidas do comprimento nasal (nariz curto) e na projeção da ponta (hiperprojetada, empinada)

Sua avaliação é fundamental em qualquer tratamento do perfil

Projeção da pontaSe o comprimento nasal estiver adequado, a relação do comprimento nasal para a projeção da ponta (distância da ponta do plano facial)  deve ser aproximadamente 1: 0,67.

Comprimento nasalO comprimento nasal também deve ser considerado quando se for determinar a projeção e rotação da ponta. O comprimento nasal ideal (RT) deve ser igual à distância do lábios até o queixo (SM),quando os terços faciais forem equivalentes,  o que equivale a 1,67 x (TS).

Linha dorsalCom a projeção da ponta determinada, o dorso nasal é avaliado. Na mulher, ele deve ficar entre 1 a  2 mm posterior e paralelo a uma linha conectando o ângulo naso-frontal com a ponta na projeção desejada. No homem, deve ficar numa posição discretamente anterior.Alterações desta regras podem ser  aplicadas em alguns casos, dependendo da altura, da personalidade, da idade e da própria vontade do(a) candidato(a).

Ângulo Naso LabialEm seguida, o grau de rotação da ponta é determinado. O ângulo naso-labial é medido através de uma linha reta desenhada através dos pontos mais anteriores e posteriores das narinas, vista na visão lateral. Preferimos um ângulo de 95-100 graus em mulheres e um de 90-95 graus em homens.